Livro “Flora das Caatingas”, de autoria do professor da Univasf José Alves, vence Prêmio Jabuti 2013 na categoria Ciências Naturais
18-10-2013 18:14:30

O livro “Flora das Caatingas do Rio São Francisco: História Natural e Conservação”, do professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) José Alves de Siqueira Filho é o vencedor do Prêmio Jabuti 2013, o mais tradicional prêmio de literatura do país. A obra, publicada pela editora Andrea Jakobsson Estúdio Editoria, do Rio de Janeiro, ficou em primeiro lugar entre os 47 inscritos na categoria Ciências Naturais. O anúncio dos vencedores aconteceu na noite de ontem (17) na Câmara Brasileira do Livro (CBL), em São Paulo.

Para José Alves, a premiação significa o reconhecimento por um trabalho que levou quatro anos e cujo propósito inicial não era o de se tornar um livro. A concepção da obra literária foi surgindo no período em que ele esteve à frente do Projeto São Francisco, do Ministério da Integração Nacional, por meio do qual foi realizado um estudo completo das áreas que seriam afetadas pelas obras de transposição do rio São Francisco. “Percebi que nós tínhamos um material extremamente rico, que não poderia ficar restrito a relatórios e documentos oficiais”, relata o professor.

O trabalho resultou no mais completo registro científico já realizado sobre o ecossistema Caatinga. A obra coleciona grandes números: têm 552 páginas, 13 capítulos e foi escrita por 100 autores de 40 instituições de pesquisa do País, entre elas o Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas da Caatinga (Crad), da Univasf. Lançado em 2012, o livro catalogou e identificou 1.031 espécies de plantas encontradas na região batizada como Caatingas do Rio São Francisco.

“Há um conjunto de fatores que fazem deste livro uma obra inédita e especial”, observa Alves, um recifense que se define como "catingueiro". Entre eles, o professor cita o capítulo final, escrito por 70 renomados taxonomistas brasileiros. “Quis prestar uma homenagem aos cientistas que dão nomes às plantas. Eu sou taxonomista também e sei o quanto é importante o papel desse profissional para a ciência”, diz.

Ilustrado com belas fotografias, Flora das Caatingas mostra belezas que o brasileiro desconhece, uma natureza rica em cores e em vida, que precisa ser preservada. E é essa a grande mensagem do livro. “O Prêmio Jabuti demonstra que os olhos da sociedade estão voltados para o meio ambiente. A pauta preservação ambiental é indissociável de qualquer governo e se não fizermos algo urgentemente para conservar as riquezas das Caatingas podemos estar perdendo as últimas gotas de água do rio São Francisco”, conclui o professor.

José Alves também assina um capítulo, em coautoria com pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na obra “Biomas brasileiros: Retratos de um país plural”, de Fabio Rubio Scarano (Casa da Palavra), que ficou em segundo lugar na categoria Ciências Naturais do Jabuti 2013. “Flora das Caatingas” é o segundo título publicado pelo professor da Univasf, que em 2006 lançou “Fragmentos de Mata Atlântica”.

Este ano, 2.107 obras foram inscritas no Prêmio Jabuti, que está em sua 55ª edição. Participaram da premiação obras inéditas, editadas no Brasil, entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2012. A cerimônia de premiação será realizada no dia 13 de novembro, quando também serão anunciados os Livros do Ano de Ficção e Não Ficção.

A obra “Flora das Caatingas do Rio São Francisco” pode ser adquirida pelo site do Centro de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas da Caatinga (Crad), da Univasf.


Renata Freitas


Por: Assessoria de Comunicação

[1397 acessos]

 
Voltar 
Imprimir a notícia